Burn (tradução)

Original


The Yellow Monkey

Compositor: Não Disponível

A uma vermelha , quente e solitária estrada eu me dirijo.
Com cabelos que pertencem a ninguém mais além de mim,
voando ao vento.
Uma miragem se mostra à frente da estrada.
Eu fechei a caixa de Pandora para acabar com aquele dia.
Com cereteza sinto um pouco de tristeza,
Mas eu a perdi há muito, muito tempo atrás.
Prazer infinito me espera muito longe,
Tudo o que posso fazer é ir em frente.
Escondi frágeis lembranças lá.
Queime, queime, queime...
À noite, tendo um sonho escarlate pálido.
A manhã nunca dá um sinal de esperança
Como eu gostaria que meu corpo fosse bonito.
Bonitinho, bonitinho, nunca me senti sozinho.
O mar no verão, cidades no inverno.
As lembranças são minhas únicas partes sexualmente sensíveis.
Essa noite por alguma razão minha alma, acredito que
ela dormiu, está em chamas.
Abrace-me, abrace-me...
Um pássaro que não pode voar foi deixado sozinho.
Seu peito e suas costas estão crescidas.
Infinito prazer me espera muito, muito longe.
Tudo que posso fazer é dizer isso pra alguém.
Esconde frágeis lembranças lá.
Queime, queime, queime....

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital